Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Presidente da Mesa Diretora e vereador André Caixeta ressaltam importância da audiência pública que debaterá construção da TO-500 (Transbananal)

Presidente da Mesa Diretora e vereador André Caixeta ressaltam importância da audiência pública que debaterá construção da TO-500 (Transbananal)

por Ascom publicado 17/10/2019 10h20, última modificação 17/10/2019 10h31
Solicitada via requerimento, aprovado em unanimidade na Câmara Municipal de Gurupi ainda no mês de maio deste ano, a audiência será no Centro de Convenções Mauro Cunha ás 9h, nesta sexta, 17.
Presidente da Mesa Diretora e vereador André Caixeta ressaltam importância da audiência pública que debaterá construção da TO-500 (Transbananal)

foto/divulgação

Por Josy Donato

Quem sugeriu a audiência pública foi o vereador André Caixeta (PSB), que posteriormente a aprovação do requerimento, encaminhou ofício a senadora Kátia Abreu (PDT) para que intermediasse a vinda do ministro. “Então ela apresentou requerimento lá no Senado Federal e conseguiu que Comissão de Infraestrutura aprovasse a vinda do Ministro da pasta, Tarcísio Gomes para debatermos esse assunto tão importante para o desenvolvimento do nosso estado e principalmente região Sul, e por ter sido aprovado no Senado, à organização da audiência ficou por conta deles”.

Para o presidente da Câmara de Gurupi, Wendel Gomides (PDT), a construção da TO representa a oportunidade de alavancar o desenvolvimento das regiões envolvidas, como por exemplo, o escoamento da produção agrícola de grãos do Mato Grosso.

"Onde chegará nossa ferrovia e ter um acesso e um custo mais acessível ao porto de Itaqui  norte, descentralizando o escoamento que hoje é feito em caminhões que rodam 1400 km até o porto de Santos. Sabemos da importância dessa rodovia, acredito que especialmente para nossa região, que tende a ser beneficiada economicamente, gerando empregos, fomentando a economia local, será um salto para nossa cidade e é muito importante a participação de todos nesse debate”, salientou Gomides.

Confirmaram presença, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, a senadora Kátia Abreu, os governadores Mauro Carlesse, do Tocantins, e Mauro Mendes, do Mato Grosso, os presidentes da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Augusto, do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Eduardo Bim e etnias indígenas.

O vereador André Caixeta esteve na semana passada em Formoso do Araguaia convidando os indígenas para participarem da audiência. “A construção da rodovia T0-500 é de suma importância para eles também, então estive com um cacique que é vereador em Formoso do Araguaia para que estendesse o convite a todos os índios de lá da região”, informou o parlamentar.

Sobre a TO-500

Orçada em cerca de R$ 1bi, a TO-500 deverá ter 190 km de extensão e possibilitará a ligação de dois trechos da BR-242: nas barrancas do Rio Javaé (Salvador-BA) até o Estado do Mato Grosso. Deverá construir sete pontes, uma delas sobre o Rio Araguaia, alambrados laterais, 108 passagens inferiores, com objetivo de proporcionar segurança aos pedestres e evitar acidentes com índios ou animais na tentativa de atravessar a via, duas praças de pedágio e bolsões que servirão de pontos turísticos. A ideia é realizar o serviço por meio de parceria público-privada (PPP). O autor do projeto da rodovia é o engenheiro José Rubens Mazzaro.